Felicidade não tem cor

A professora Karyna fez um jogo de perguntas e respostas com o livro que trabalhou essa semana, “Felicidade não tem cor” de Júlio Emílio Braz.

Na atividade, a educadora realizou a leitura do livro, que fala sobre Fael um menino negro que não está contente com a sua cor e decide partir em uma aventura com a sua amiga.

O objetivo da oficina foi melhorar a própria leitura e interpretação, além de formar novos leitores. Em paralelo também está a reflexão sobre etnia, já que o livro fala sobre a autoestima de uma criança negra.